Musicoterapia

A musicalidade é inerente à vida e vai se desenvolvendo ao longo do tempo.

O processo musicoterapeutico pode ser receptivo, em que o musicoterapeuta toca para o paciente ou ativo, em que o paciente participa do fazer musical junto com o musicoterapeuta.

Não é necessário saber tocar instrumentos, o princípio é a musicalidade interna de cada um. No tratamento de musicoterapia é relevante o objetivo terapêutico e não a performance técnica.

Benefícios: concentração, socialização, relaxamento muscular, auxilia na linguagem, apaziguamento interior, aumento da melatonina, melhorando o sono, indução a calma, autoestima e autoconfiança.